Quem sou eu

Minha foto
Renata, mãe, esposa, mulher amiga, cristã. "Tenho em mim todos os sonhos do mundo"

Hora Certa

Postagens populares

Eu Recomendo

Follow by Email

Seguidores

Faço Parte Nº 2232

Busca

Carregando...
Tecnologia do Blogger.
terça-feira, 29 de maio de 2012

Xô Queimação




Gente, ultimamente venho sofrendo muito com isso então resolvi levantar algumas informações sobre esse mal e compartilhar com vocês:



Azia ou pirose, também conhecida como refluxo gastroesofágico, provoca a sensação de queimação no estômago. Geralmente, a sensação de queimação ocorre após as refeições, pois o estômago cheio pressiona o suco gástrico que flui para o esôfago, uma vez que o funcionamento do esfíncter está irregular. Em síntese, é o retorno anormal do conteúdo estomacal para o esôfago.
Causas da Azia
Quando comemos, os alimentos passam pelo esôfago e antes de chegar ao estômago, atravessam o chamado esfíncter esofágico inferior que deveria permanecer fechado após a passagem do bolo alimentar. Esse mecanismo natural do nosso corpo serve para impedir que os ácidos digestivos refluam pelo esôfago acima, porém, algumas vezes, os músculos do esfíncter esofágico inferior perdem a elasticidade e permanecem abertos, causando o refluxo. É daí que vem a famosa sensação de queimação no estômago, que provoca desconforto, e, em alguns casos, dor.
A causa mais comum para o mau funcionamento do esfíncter é a hérnia de hiato, caracterizada pela fraqueza do diafragma. Mas, além disso, a ingestão exagerada de alguns alimentos pode contribuir para a sensação de queimação no estômago. São eles:
·         café e chás;
·         refrigerantes que contêm cola em sua fórmula;
·         álcool;
·         chocolate;
·         tomate e molho de tomate;
·         frutas cítricas;
·         hortelã;
·         alimentos gordurosos e apimentados;
·         frituras.
Sintomas da Azia
O sintoma mais perceptível da azia é a sensação de ardência ou queimação entre a boca do estômago e o queixo. Essa sensação pode passar de desconforto à dor quando se dobra, por exemplo, o peito sobre a barriga, ou quando se deita com o estômago cheio. Pode ocorrer também um aumento na salivação, causado por um reflexo natural que provém a deglutição dessa saliva, aliviando a queimação, como se fosse uma espécie de antiácido natural.
O refluxo é a volta do conteúdo estomacal no sentido da boca, e por este motivo é comum sentir um gosto azedo ou amargo na boca quando se tem azia. Em consequência, este refluxo pode causar tosse, engasgo, pigarro e alterações momentâneas na voz. Sensações mais fortes como desconforto ao engolir, fortes dores no peito e espasmos, podem representar uma desorganização das contrações faringo-esofágicas, responsáveis por levar ao estomago aquilo que ingerimos, ou seja, complicações do refluxo. Neste caso, procure um médico.
No primeiro ano de vida da criança, o refluxo excessivo é comum, causando golfadas (devolução da mamada), enjôos, choro excessivo e sono interrompido. A situação refluxal do bebê deve ser acompanhada por um médico, pois quando estes sintomas acontecem com freqüência, podem causar infecções e distúrbios respiratórios.
Tratamento da Azia
O tratamento da pirose ou azia é realizado com acompanhamento médico e o uso diário de antiácidos. Em casos mais leves, medicamentos bloqueadores de ácido são mais eficientes.
Deve-se tratar a azia também fazendo pequenas mudanças em seus hábitos alimentares. Vale lembrar que quem sofre de azia não é proibido de comer qualquer alimento, mas sim, deve diminuir a ingestão de alguns alimentos, pois cerca de 90% das pessoas que sofrem de azia podem relacionar os sintomas a alimentos específicos. Dessa forma, é importante que essas pessoas reformulem suas dietas escolhendo mais alimentos e bebidas que possuem menor ricos de causar refluxo, e evitando os principais dissipadores da azia, como alimentos fritos ou gordurosos, alimentos ácidos e apimentados, bebidas alcoólicas e café. O tabagismo também contribui para o refluxo.
Diminuir o fumo e o consumo de bebidas alcoólicas, praticar exercícios físicos regularmente e manter bons hábitos alimentares vai te ajudar a tratar a azia. Em caso de dúvida sobre a sua alimentação, procure um nutricionista ou especialista nesta área.
Prevenção da Azia
Algumas medidas e hábitos simples do dia-a-dia podem ajudar a prevenir a azia e evitar a sensação de queimação do estômago:
·         moderar o consumo de alimentos que provocam a azia;
·         diminuir o consumo de cigarros e bebidas alcoólicas;
·         praticar exercícios físicos regularmente;
·         não se deitar logo após as refeições, pois assim o estômago se esvazia mais facilmente e evita a produção de ácido;
·         evitar a ingestão de bebidas gasosas durante as refeições;
·         combater o excesso de peso, pois a gordura acumulada exerce pressão sobre o estômago, promovendo o refluxo do ácido para o esôfago;
·         comer devagar e fazer refeições mais leves;
·         evitar o uso de roupas apertadas na zona do abdômen;
·         evitar o jejum prolongado;
·         levantar e caminhas após as refeições.

Fonte: Explicaki


1 comentários:

Cristiene Mandarini disse...

Bom dia ,foi um prazer conhecer seu blog.http://crismandarini.blogspot.com.br/